Jornal Mãos da Missão
28 de Fevereiro de 2008

O tempo passa a voar!

Já estamos a chegar ao fim do ano de 2007 e são tantos os eventos que surgem à nossa volta que muitos deles quase nos passam ao lado…

 

Pobreza Zero

Nos dias 16 e 17 de Outubro estavam os Jovens da Ramada e o Movimento Missionário em acções de rua para que houvesse uma sensibilização relativa à luta contra a pobreza. Foram tantos os grupos a nível nacional que se moveram no dia da irradicação da pobreza que até recordes do guiness foram batidos…

Casaínhos

No dia 27 de Outubro realizou-se o encontro vicarial de jovens da nossa vigararia em Casaínhos, Uma bela comunidade em crescimento que demonstrou ter uma força de vontade rara hoje em dia entre os jovens que encontramos no nosso quotidiano.

Aveiro

No dia 28 de Outubro, andávamos nós por Aveiro, pois tratava-se do encontro nacional de missionários, que teve como objectivo a divulgação dos Objectivos do Milénio, que farão despertar as mentes do mundo para

realidades ambientais, e outras realidades de impacto mundial que todos deveriam ter consciência da urgência

da sua resolução até 2015. O dia começou com uma conferência com o Bispo Dom Ximenes Belo, seguida de

uma eucaristia presidida por ele mesmo, almoço partilhado a nível nacional, corrida de moliceiros, publicidade dos grupos missionários pelas ruas de Aveiro, e antes de regressar a Lisboa comer uns ovos moles tendo em conta que estávamos em Aveiro, não poderíamos perder a oportunidade… :)

Futebol

Em Novembro, depois do magusto, veio um jogo de futebol que reuniu uma equipa da Paróquia da Póvoa de Santo Adrião contra uma da Paróquia da Ramada. Diga-se que a nossa vitória não foi fácil, mas merecida… O Padre Rui pede desforra e nós contamos com o regressado de África, Padre Arsénio para revalidar a vitória  algures em Janeiro.

Secundária da Ramada

Na Escola Secundária da Ramada pelo final do mês de Novembro, uma mostra de talentos encheu o pavilhão C e a organização fez subir a palco jovens com sonhos, com coragem de se mostrar ao mundo e enfrentar as criticas do sociedade que os rodeia. A todos os que subiram ao palco, os meus parabéns.

Ordenações

No início de Dezembro vimos a ordenação de Diáconos, de entre os quais, saliento o “nosso” Marcelo que celebrou o seu primeiro baptizado na paróquia da Ramada. Que Deus continue a iluminar o caminho deste

jovem que segue as pegadas da sua vocação.

Oração

Na primeira sexta feira deste mês, por Caneças se realizava a oração vicarial de jovens e se reflectia sobre o advento e as suas etapas para se viver esta época onde tudo acontece à nossa volta e o mundo nos chama por tantos caminhos, que nos esquecemos do que é essencial na nossa vida.
publicado por mmjornal às 01:58

É Natal!

As luzes de múltiplas cores, pelas ruas das cidades e aldeias, as lojas cheias de brinquedos para consumir, para distrair, roupas para luzir, comida para fartar… é Natal!

Mas é este o teu Natal?!

O teu Natal, o que te renova o coração, o que te aquece nos Invernos da vida, o que enriquece os teus desejos de amor, de felicidade, de harmonia, o que te transformará em luz…

É o Natal de Cristo! O da gruta… o de Belém. “Glória a Deus nos céus e paz na terra…” Nasceu o Amor!

Como criança acolhe a Divindade com alegria, e com a beleza que brota do teu coração pinta a vida com as cores do arco-íris; bondade, generosidade, caridade, esperança… PERDÃO! Onde Deus colocou uma vírgula, não coloques tu um ponto final.

“Vós sois a luz do mundo”.

Não te deixes encantar por outras luzes. No brilho do teu sorriso, na ternura do teu olhar, no calor da tua entrega, está o projecto do Deus Menino para a humanidade.

É Natal!

Porque aquele Menino, se esqueceu de Si para se lembrar de ti, e vir morar no teu coração!

É Natal! Porque SIM!

publicado por mmjornal às 01:48
tags:

Se acreditarmos e lutarmos por um sonho, conseguimos mover montanhas e mudar o mundo! Muitas pessoas e muitas situações da vida quotidiana têm-me mostrado que basta muitas vezes um sorriso e a simplicidade de uma mão estendida, para que a vida ganhe cada vez mais e mais sentido.

Deus sonha em nós e ao acreditarmos nesse sonho, lutamos por ele para que faça sentido e se concretize.

O meu sonho, como o de muitas pessoas é ser feliz. Mas já compreendi que só o

sou quando olho nos olhos de cada pessoa e vejo nela o Olhar de Cristo. Só num

regaço, num abraço fechado, no calor de um sorriso podemos encontrar pequenos

abrigos que nos fazem viver, assim, mais felizes e com o olhar a transbordar de vida verdadeira e de alegria…

Assim consigo ver melhor e acolher o Deus Menino que está a chegar. Uma pessoa muito concreta, conhecida de muitos, conseguiu cativar-me pela beleza, profundidade e simplicidade do seu trabalho de cantora. A Mafalda Veiga, a qual tive o privilégio de conhecer e de passar momentos inesquecíveis, num concerto Lado a Lado com o João Pedro Pais, é alguém muito especial e que vê em cada pequeno gesto algo enorme e a qual consegue tocar o coração de muitos fãs que se identificam com a sua mensagem. A Mafalda e o João ensinaram-me muito. Ensinaram-me que quando acreditamos em alguma coisa, vale sempre a pena lutar por ela e nunca desistir, por pior que esteja a situação. Eles apadrinharam a Campanha Mundo Perfeito, que apoia o MSV na construção de uma casa de acolhimento para crianças, em Lisboa.

E é neste “Dá-me a tua mão, vamos dar a volta ao mundo” que me tenho regido

nos últimos tempos. A vida faz mais sentido quando estamos juntos, Lado a Lado, a construir um mundo melhor, e a acreditarmos que é possível concretizar os nossos sonhos. Sempre, com a ajuda de Jesus Menino que vamos receber este Natal.

publicado por mmjornal às 01:30
07 de Novembro de 2007

Há mais ou menos seis anos atrás, um grupo de jovens missionários começou a concretizar o que um dia foi um sonho de um homem. Este sonho rapidamente se tornou um sonho de todos nós: o de partir em Missão por Jesus Cristo, enviados pela nossa querida Paróquia para ir ao encontro dos irmãos que mais precisam de nós, num lugar distante… Na Ilha do Príncipe… Eu parti em 2005, e estive lá durante seis semanas… De África recordo os sorrisos, a amizade, a simplicidade, a cumplicidade, o toque e a magia que nos envolve e nos toca o coração… Quem regressa sente sempre saudade e vontade de lá voltar e, um dia, mais cedo ou mais tarde, isso acaba por acontecer… E o mais importante, e que torna o ser missionário tão especial, é sentir que estamos sempre juntos onde quer que estejamos e onde quer que vamos… É Ele que nos une sempre e em toda a parte…
E é por isso, que o Movimento Missionário hoje continua a sonhar e a estar também no Príncipe… Estivemos em missão apenas no Fundão este verão, mas a Missão começa na nossa casa, na nossa Paróquia, no irmão que está ao nosso lado e acontece, pelo compromisso missionário que como Grupo assumimos, nas paróquias do Fundão e no Príncipe. Para o ano temos esperança de conseguir enviar Missionários para o Príncipe, dando continuidade ao Projecto Pagué ao qual estamos unidos. Por isso precisamos da vossa ajuda, principalmente da vossa união em oração. Teremos algumas iniciativas, como a Festa Africana que aconteceu dia 21 de Julho, para angariação de fundos e para divulgar o trabalho já realizado e que ainda vamos realizar.
Estamos juntos, e contamos convosco.

Ana Maria

“Dá-me a tua mão, Vamos dar a volta ao Mundo!”
Mafalda Veiga e João Pedro Pais
publicado por mmjornal às 00:13
música: Volta ao Mundo

Depois de uma intensa experiência de missão no Fundão com o Movimento Missionário, decidi aceitar mais uma proposta de missão, desta vez com o grupo Ágape, da paróquia da Portela.
E lá fui para o Alentejo, para umas terrinhas do interior, no concelho do Redondo, perto de Reguengos. Eu e mais 24 pessoas, entre as quais um Padre recentemente ordenado.
Foram 10 dias de descoberta, de crescimento espiritual individual e de grupo, de oração, de entrega, de partilha, de comunhão com os irmãos. Mas foram 10 dias especialmente complicados para mim, pois não conhecia ninguém, e tive que me integrar no seio de um grupo que já tinha criado laços ao longo de meses…
Mas a verdade é que, quando nos move o mesmo espírito e o mesmo amor,  concentramo-nos todos no essencial. E aí, conseguimos criar laços e fazer amizades para o resto da vida!
Andávamos pelas ruas de Montoito a bater às portas das pessoas a anunciar quem éramos e o que íamos fazer, quando nos deparámos com meia dúzia de crianças na berma da estrada. Crianças descalças. Crianças com as roupas rotas. Crianças sujas. Crianças que não tinham brinquedos. Crianças que se via que tinham necessidades.
Passados 10 minutos de conversas e apresentações, já andavam a bater às portas e a convidar os amigos para estarem também connosco! E que entusiasmo! Que força! Que vida que nos transmitiam!
A verdade é que a palavra se foi espalhando, e todos os dias apareciam mais e mais crianças e jovens… Fizemos jogos, actividades lúdicas, brincadeiras e competições, canções, danças, teatro, construções… Mas mais importante que isso, tornámos mais próxima a relação de todos eles com Jesus. Jovens que não vão à missa e que não
participam na vida cristã, começaram a participar na Eucaristia e em noites de oração organizadas por nós.
Objectivo atingido. Missão Cumprida.
Mas não podíamos ignorar as dificuldades daquela população, especialmente da camada mais jovem… Felizmente, ao longo do ano, o Ágape tinha recolhido roupa, calçado e brinquedos junto dos paroquianos da Portela…
Sabem a sensação de dar um presente a alguém e ver o sorriso feliz dessa pessoa? Imaginem isso multiplicado por muitos! Foi único… Parecia que era Natal! Ainda mais que isso! Certamente muitos deles não recebiam tanto no Natal como receberam naquele dia! Nem nós nunca demos tanto…
E por muito difíceis que fossem as suas vidas, sei que agora são mais felizes. E nós também.

Inês Ribeiro
publicado por mmjornal às 00:10

Quando dei por mim… Estava no final do secundário!... Os exames já tinham acabado, os resultados já tinham saído… próximo passo: candidatar-me ao Ensino Superior! E que grande passo! O que me passava pela cabeça:
Estarei eu preparada para um passo destes, já?!...
O caminho que se descruza e se separa dos caminhos dos colegas e amigos do secundário… Agora é por minha conta… No meio de dúvidas e ansiedades fui passando esta fase do “antes da entrada na Faculdade”. Candidatei-me e entrei na Faculdade de Psicologia e Ciências da Educação da Universidade de Lisboa, no curso de Ciências da
Educação.
Para mim, o pior vinha depois… Se calhar não lhe posso chamar “o pior”, era talvez o desconhecido… A fase que se aproximava e que eu não fazia ideia do que podia ser, do que me esperava, do que eu esperava… Começou então o meu novo Ano Lectivo um pouco em busca de um mundo que era para mim desconhecido, com alguns receios, talvez até um pouco reticente… Não sabia como iria ser o Mundo Universitário para mim, como me iria receber, como iria eu recebê-lo…
Posso dizer que nos primeiros instantes quase me revi no primeiro dia de aulas da 1ª classe, quando nunca queremos despedir-nos dos nossos pais nem deixá-los ir embora… Pareço tão pequenina no meio deste novo mundo…
No entanto, começo a perceber que assim como eu, está também a maior parte das pessoas que entraram este ano na Faculdade, e assim aos poucos estamos a conhecer-nos uns aos outros e a viver cada novo dia que nos mostra mais um pouco deste mistério… O que posso dizer, por enquanto, é que se nota uma grande diferença em relação ao que estamos habituados no secundário: ambiente, aulas, pessoas, responsabilidade, tudo mesmo…
É uma nova porta que se abre…
Ainda estou na expectativa e adaptação a este novo mundo a que agora também pertenço… Talvez daqui a uns tempos esta estranheza se dissipe da minha cabeça e não queira mais nada senão isto!... Ainda estou à espera para ver como será daqui para a frente… É agora tempo de começar a construir um Futuro!...

Daniela Barreira
publicado por mmjornal às 00:07
06 de Novembro de 2007

Uma missão, muitos sorrisos… Tanto das pessoas do Fundão como nossos. Sob o tema “Farei de vós minhas testemunhas” os membros do movimento missionário partiram para mais uma missão.
Cheguei no dia 10, estava a decorrer a festa de jovens, encontrei os meus colegas e pessoas novas… Eu adorei o nosso retiro, havia silêncio (eu só falei), tivemos mais com Ele e connosco próprios,( ...) No outro dia fizemos apoio domiciliário onde visitámos muita gente. Foi onde fui mais tocado, senti-me bem a fazer aquilo e a dar muitos sorrisos.
Ninguém sabia até agora, mas durante o meu regresso a Lisboa as lágrimas caíram-me durante toda a viagem.
Era um misto de tristeza e de alegria. Mas, acima de tudo, sentia: MISSÃO CUMPRIDA.

Fábio Castanheira

Ser Missionário, é partir à busca do desconhecido... É dar sem esperar receber nada em troca... E o que recebemos, no fim, acaba por ser tanto... É fazer a vontade d’Aquele que tudo pode, deixando de lado a nossa vontade própria...
O Movimento Missionário partiu este ano, pela segunda vez, para o concelho do Fundão, onde desenvolveu um Projecto Missionário, durante três semanas, nas paróquias de Vale de Prazeres, Castelo Novo e Póvoa de Atalaia. Partimos dia 6 de Agosto... Mas não partimos todos ao mesmo tempo... Houve alguns missionários que estiveram lá uma parte do tempo... Bem como o nosso Prior, o Padre Arsénio... Contudo, sentimos a sua presença ao longo de toda a missão, porque estivemos sempre unidos em oração.
Começámos uma Ludoteca, visitámos idosos e doentes, fizemos animação dos Lares e Centros de Dia e ainda Apoio Domiciliário…
Conseguimos fazer um levantamento de dados de todas as pessoas que visitámos. E os sorrisos, lágrimas, amizade e carinho... Aqueles rostos que espelham Jesus... Essas imagens encontram-se gravadas para sempre no nosso coração...
Para além disto, ainda realizámos muitas actividades a nível da Pastoral, apoiando o nosso muito querido Padre Atanásio: animação das missas e terços, animação de casamentos, noites de oração, dinamização dos coros, encontros de formação litúrgica e de serviços paroquiais, Encontros de Jovens, Encontros Intergeracionais, jogos com crianças e Festas de Jovens. Tivemos o privilégio de contactar com os Bispos da Guarda, D. Manuel Felício e D. António dos Santos, com o Cónego Carlos e com o Presidente da Junta de Freguesia de
Castelo Novo... E ainda passamos pela paróquia de Malpica do Tejo, que faz parte da Diocese de Portalegre – Castelo Branco, onde realizámos um encontro de preparação para o crisma em conjunto com o Padre António Afonso.
O mais importante é que Jesus esteve sempre connosco. Foi Ele que nos deu força para superar os inúmeros obstáculos com que nos deparámos (como o acidente que tivemos com a carrinha).
Em grupo fizemos um dia de recolecção, e todos os dias tivemos momentos de oração, amizade, partilha, silêncio mas também de muita brincadeira. E também algumas lágrimas. Quando se está em grupo é assim. E quando somos um grupo com Cristo, por Cristo e para
Cristo, então somos um grupo unido e forte que supera e vence todas as dificuldades.
E nós somos assim: “SOMOS UM, SEMPRE UM”.

Ana Barreira
publicado por mmjornal às 23:59



O Padre Feitor Pinto, dia 16 esteve presente naquela que foi a noite mais concorrida aos debates temáticos. “Viver a Morte”, era o tema que tinha nas mãos. Num discurso deveras inteligente e engraçado captou a atenção dos seus ouvintes de todas as idades!
Tivemos ainda o privilégio de ter connosco, durante uma semana inteira, a imagem peregrina de Nossa Senhora de Fátima, que chamou muita gente para a oração na nossa paróquia.
A semana missionária foi um sucesso, e já começa a dar frutos! Foram milhares as pessoas que passaram por estas bandas e nos ficaram a conhecer um pouco melhor.
A todos os que tornaram esta semana possível, em especial o Padre Arsénio, o nosso muito obrigado.

Bruno Dias

Fevereiro 2008
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
29
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds
arquivos
2008
2007
mais sobre mim
pesquisar neste blog
 
blogs SAPO