Jornal Mãos da Missão
06 de Novembro de 2007

Uma missão, muitos sorrisos… Tanto das pessoas do Fundão como nossos. Sob o tema “Farei de vós minhas testemunhas” os membros do movimento missionário partiram para mais uma missão.
Cheguei no dia 10, estava a decorrer a festa de jovens, encontrei os meus colegas e pessoas novas… Eu adorei o nosso retiro, havia silêncio (eu só falei), tivemos mais com Ele e connosco próprios,( ...) No outro dia fizemos apoio domiciliário onde visitámos muita gente. Foi onde fui mais tocado, senti-me bem a fazer aquilo e a dar muitos sorrisos.
Ninguém sabia até agora, mas durante o meu regresso a Lisboa as lágrimas caíram-me durante toda a viagem.
Era um misto de tristeza e de alegria. Mas, acima de tudo, sentia: MISSÃO CUMPRIDA.

Fábio Castanheira

Ser Missionário, é partir à busca do desconhecido... É dar sem esperar receber nada em troca... E o que recebemos, no fim, acaba por ser tanto... É fazer a vontade d’Aquele que tudo pode, deixando de lado a nossa vontade própria...
O Movimento Missionário partiu este ano, pela segunda vez, para o concelho do Fundão, onde desenvolveu um Projecto Missionário, durante três semanas, nas paróquias de Vale de Prazeres, Castelo Novo e Póvoa de Atalaia. Partimos dia 6 de Agosto... Mas não partimos todos ao mesmo tempo... Houve alguns missionários que estiveram lá uma parte do tempo... Bem como o nosso Prior, o Padre Arsénio... Contudo, sentimos a sua presença ao longo de toda a missão, porque estivemos sempre unidos em oração.
Começámos uma Ludoteca, visitámos idosos e doentes, fizemos animação dos Lares e Centros de Dia e ainda Apoio Domiciliário…
Conseguimos fazer um levantamento de dados de todas as pessoas que visitámos. E os sorrisos, lágrimas, amizade e carinho... Aqueles rostos que espelham Jesus... Essas imagens encontram-se gravadas para sempre no nosso coração...
Para além disto, ainda realizámos muitas actividades a nível da Pastoral, apoiando o nosso muito querido Padre Atanásio: animação das missas e terços, animação de casamentos, noites de oração, dinamização dos coros, encontros de formação litúrgica e de serviços paroquiais, Encontros de Jovens, Encontros Intergeracionais, jogos com crianças e Festas de Jovens. Tivemos o privilégio de contactar com os Bispos da Guarda, D. Manuel Felício e D. António dos Santos, com o Cónego Carlos e com o Presidente da Junta de Freguesia de
Castelo Novo... E ainda passamos pela paróquia de Malpica do Tejo, que faz parte da Diocese de Portalegre – Castelo Branco, onde realizámos um encontro de preparação para o crisma em conjunto com o Padre António Afonso.
O mais importante é que Jesus esteve sempre connosco. Foi Ele que nos deu força para superar os inúmeros obstáculos com que nos deparámos (como o acidente que tivemos com a carrinha).
Em grupo fizemos um dia de recolecção, e todos os dias tivemos momentos de oração, amizade, partilha, silêncio mas também de muita brincadeira. E também algumas lágrimas. Quando se está em grupo é assim. E quando somos um grupo com Cristo, por Cristo e para
Cristo, então somos um grupo unido e forte que supera e vence todas as dificuldades.
E nós somos assim: “SOMOS UM, SEMPRE UM”.

Ana Barreira
publicado por mmjornal às 23:59
Novembro 2007
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

arquivos
2008
2007
mais sobre mim
pesquisar neste blog
 
blogs SAPO